sexta-feira, 9 de outubro de 2009

XP ainda agrada e muitos temem troca pelo 7






por [J. Nicholas Hoover | InformationWeek EUA]


Segurança é um dos principais pontos quando se opta pelo sistema mais atual; fabricante implementou diversas melhorias

A Microsoft tem dado sinais estranhos sobre o fim do XP. O suporte principal para o sistema operacional acabou em abril, o que significa que a empresa passou a oferecer atualizações de segurança mas nada de suporte técnico ou garantias, com hotfixes para clientes do Software Assurance. O suporte estendido deixará de existir em 2014. No entanto, a fabricante, oprimida pela pressão do mercado, concordou em permitir que os clientes façam downgrade para o Windows XP até abril de 2011. (As empresas não podem mais comprar o XP, então, para continuar usando-o, elas compram o Vista e fazem downgrade para o XP).
Na verdade, a principal motivação das empresas ao fazer o upgrade é justamente o fim do suporte para XP, o que não agrada muito os CIOs. "Não me agradam nem um pouco os ciclos de atualização extremamente caros pelos quais a Microsoft te obriga a passar", disse Jay Wallis, CIO  da Empire Roofing, empresa de coberturas comerciais, que não tem qualquer plano de implementação do Windows 7. "Nesse momento, pelo menos pra gente, o XP parece ser uma plataforma bem estável, portanto, para alterar qualquer coisa agora seria necessário muita ponderação. Pelo menos já passamos pela fase do Vista, mas fico receoso quando se trata da Microsoft." Wallis considera o XP tão estável que não parece se preocupar em perder o suporte extra da Microsoft. 
Foi o mesmo sentimento que encontramos em muitos dos executivos que entrevistamos. O Hospital Memorial da Universidade de Massachusetts também vai manter o XP. "Haverá um momento em que teremos de deixar o XP para trás, já que ele perderá o suporte", afirmou o CIO George Benckle, "mas, por ora, vamos contar com o suporte básico."
Veja também:
A decisão de Benckle não foi tomada por falta de pesquisa. Sua equipe está rodando o Windows 7 em seu laboratório, mas nenhuma das novas características do sistema operacional se destacou o bastante para incentivar a mudança. "Existe alguma coisa que o XP não faça?", diz ele, "Ele só não me deixar usar esse argumento para economizar dinheiro com o Windows 7." 
Muita gente concorda. A falta de um driver para atualização e de um caso concreto de ROI estão entre as cinco principais barreiras para a adoção do Windows 7, de acordo com a nossa pesquisa. Mas, na verdade, tem muita coisa que Windows 7 pode fazer e o XP não.  
O aperfeiçoamento da segurança é um forte motivo por trás da decisão de fazer o upgrade, logo depois do fim do suporte para. O XP não tem suporte para o Network Access Protection, que veio com o Vista e continuou com o Windows 7. Ele oferece à uma rede corporativa a habilidade de controlar o acesso a um computador com base em suas configurações de segurança. O Vista trouxe também o BitLocker, para codificação de disco rígido, e os prompts de segurança de  Controle de Conta de Usuário. O Windows 7 adiciona o BitLocker To Go, para codificação de dispositivos portáteis. As configurações do BitLocker também foram simplificadas e o Controle de Conta de Usuário se tornou menos invasivo. 
O Windows 7 também dá mais controle à equipe de TI sobre os aplicativos que os usuários podem usar, graças ao AppLocker, que permite ao administrador criar uma lista de aplicativos que podem ser instalados, com espaço para exceções baseadas em hashes, nome ou versão do arquivo, fornecedor e nome de produto. Gerencia executáveis, arquivos de instalação e DLLs, de forma que os funcionários não possam instalar ou usar softwares ou arquivos incompatíveis, perigosos ou indesejáveis. 
O Windows XP não oferece nenhuma dessas funções e exige software ou hardware adicional para  isso. "O XP foi lançado em 2001. Compliance de dados, vazamentos, todas essas coisas mudaram demais desde então, e é isso que as pessoas precisam perceber", disse Jason Leznak, gerente de grupo de produtos para Windows.
Leia também:
O que os CIOs acham do Windows 7

Reações:

0 comentários: