domingo, 4 de outubro de 2009

A salvação da memória Um pendrive custa em torno de R$ 50; um disco rígido, R$ 150; mas as suas informações valem mais do que isso. Veja como obtê-las de volta
Danilo Verpa/Folha Imagem

Discos rígidos danificados; o da esquerda foi riscado pela própria cabeça de leitura; o outro, queimado em incêndio numa empresa

CAMILA RODRIGUES
DA REPORTAGEM LOCAL

O disco rígido (HD) é a peça que mais apresenta falhas dentre os itens de um computador, segundo um levantamento da Intel. Um dos motivos é que ele é um dispositivo mecânico, composto por diversas peças, como a cabeça de leitura, o disco magnético e um motor que faz o disco girar.
Segundo Dennis Sesso, proprietário da empresa de recuperação de dados Easy Recovery, os problemas podem ser decorrentes de alguma queda ou impacto, de um pico de energia, de um vírus ou mesmo do desgaste natural da peça.
Os HDs de 80 Gbytes custam cerca de R$ 150, mas as informações que ali ficam gravadas podem ter um valor incalculável. Por isso, é necessário manter um backup das informações mais importantes. Mas, se você já perdeu seus dados, saiba que pode haver solução.

Tente consertar
Antes de mandar para uma empresa, Sesso recomenda a usuários mais avançados que tirem o disco do PC, coloquem-no em outro computador (se for padrão IDE, é preciso mudar uma pecinha, que está na parte do encaixe do HD, de master para slave) e tentem acessar os dados, assim como se faz quando se conecta um pendrive. "Nesse momento, não tente instalar nada para não haver o risco de gravar por cima dos dados antigos."
Se você conseguir acessar os arquivos, copie-os para o outro disco. A partir daí, você pode conectar o disco no PC de origem, reinstalar seu sistema operacional e, se necessário, colocar os arquivos de volta.
Sesso recomenda que, quando reinstalar o sistema, você instale um antivírus antes de transferir os arquivos de volta.
Romildo Ruivo, presidente de operações da América Latina da CBL Technet, alerta para o cuidado ao usar o disco de recuperação do Windows de versões a partir do 2000. "Os Windows 95 e 98, por exemplo, deixavam fazer a reinstalação [do sistema] e mantinham as pastas de arquivos. A partir do [Windows] 2000, é melhor checar se tem um backup."

Não teve jeito
Se você seguiu todos os procedimentos e não conseguiu recuperar as informações, a solução é enviar o HD para um especialista. Segundo as três empresas consultadas, é possível recuperar entre 70% e 90% dos casos e, o custo fica entre R$ 300 e R$ 1.000 -conforme o problema, o valor pode superar os R$ 2.000. Só os dados são recuperados, e não o disco.
Reações:

0 comentários: