domingo, 4 de outubro de 2009

Ciência dá passo para rede quântica 
KATE GREENE
DA "TECHNOLOGY REVIEW"

A promessa dos computadores quânticos é gigantesca: a solução quase instantânea de vários problemas e a transmissão perfeitamente segura de dados.
Em sua maior parte, no entanto, os testes em pequena escala com a computação quântica continuam limitados a laboratórios de várias partes do mundo. Agora, Prem Kumar, professor de engenharia elétrica e de ciência da computação na Universidade Northwestern, deu um passo para tornar a computação quântica mais palpável.
Kumar e sua equipe demonstraram serem capazes de construir uma porta lógica quântica -um componente fundamental de um computador quântico- dentro de uma fibra óptica.
A porta integraria um circuito capaz de repassar informações ao longo de centenas de quilômetros de fibra óptica, entre dois computadores quânticos. Também poderia ser usada sozinha para encontrar soluções para complicados problemas matemáticos.
Uma porta lógica é um dispositivo que recebe dados, realiza uma operação lógica com eles e depois reenvia esses dados.
Portas lógicas quânticas como a de Kumar já foram montadas antes, mas nunca funcionaram com fachos de laser que atravessassem o ar, ou uma fibra óptica.
Dentro dos próximos 12 meses, o pesquisador e sua equipe pretendem testar uma porta em uma atividade específica: realizar uma avaliação complexa sobre a segurança de uma rede quântica.
"O principal a respeito desse experimento é que estamos trabalhando com fibra óptica. Isso é fundamental porque poderia facultar a montagem de redes distribuídas. A utilização óbvia disso seria realizar uma comunicação quântica a grande distância entre dois computadores quânticos de pequeno porte", disse Carl Williams, coordenador do programa de informação quântica no Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia.
Um dos elementos cruciais de uma rede óptica convencional é um dispositivo chamado repetidor, responsável por ampliar os sinais que sofrem uma degradação ao percorrerem longas distâncias. Segundo Williams, uma porta lógica quântica, tal como a construída por Kumar, poderia ser usada em um circuito que amplia um sinal sem perder o entrelaçamento dos fótons.
"Esse é um passo importante rumo à montagem de uma internet quântica", disse Seth Lloyd, professor de engenharia mecânica do MIT e um dos maiores nomes da área de computação quântica.
"Uma rede do tipo ofereceria possibilidades que a internet comum não oferece", afirmou. "As comunicações em uma internet quântica seriam automaticamente seguras."
Reações:

0 comentários: