segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Cinco segredos que explicam o sucesso do Windows 7


(http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/08/03/cinco-segredos-que-explicam-o-sucesso-do-windows-7)
Por PC World/EUA
Publicada em 03 de agosto de 2010 às 08h00
Agora que há mais Windows 7 que Vista em uso no mundo, é tempo de entender as razões de essa nova versão ter agradado a tantos tão rapidamente.
De acordo com a Net Applications, agosto já desponta como um bom mês para a Microsoft. O Internet Explorer 8 ganhou mais mercado para continuar dominando o cenário dos navegadores web e o Windows 7 superou seu antecessor – o Windows Vista – pela primeira vez, também em participação de mercado.
Assim, o que exatamente tem sustentado o sucesso do Windows 7?
1::Gerenciamento. Com suporte integrado para PowerShell 2.0, o Windows 7 fornece uma infraestrura superior para administradores de TI, permitindo a automação de tarefas comuns e uma gestão mais eficiente de desktops.
2::Resolução de problemas. Para alguns administradores de TI, ajudar usuários a identificar e resolver problemas toma boa parte do tempo e atrapalha o desenvolvimento de tarefas que poderiam melhorar a rede para todo mundo. A resolução remota de problemas, então, é campeã em dificuldade, pois desafia a paciência tanto do usuário quanto do técnico em TI.
O Windows 7 oferece Troubleshooting Packs que, aplicados às questões mais comuns, permitem aos usuários conduzir suas próprias investigações rumo à solução. Os administradores de TI também podem criar Troubleshooting Packs personalizados para problemas recorrentes ou aplicativos internos.
Para resolução remota, o Windows 7 tem o recurso Problem Steps Recorder. Ele permite a gravação de telas que ilustram, clique por clique, os passos que parecem ser a causa do problema. A capacidade de dar replay no cenário do problema facilita bastante o trabalho dos técnicos remotos, que podem se concentrar em identificar e resolver o problema.
3::Segurança. O Windows XP – que é de longe o sistema operacional mais utilizado – fica bem atrás do Windows 7 no que diz respeito a controles de segurança. O Windows 7 tem controles de segurança – como ASLR (address space layout randomization), DEP (data execution prevention), UAC (user account control) e PMIE (Protected Mode IE) – que não existem no Windows XP.
O Windows 7 também tem o AppLocker, que deixa os administradores de TI definirem políticas restringindo que aplicações ou scripts podem rodar no PC. O controle de qual software pode rodar em um desktop melhora a segurança e simplifica o gerenciamento do sistema. O BitLocker e o BitLocker to Go permitem a esses administradores assegurarem-se de que os dados sensíveis estarão protegidos por criptografia, e podem ser facilmente gerenciados via Group Policy.
4::Não é o Vista. A reputação do Vista é mais uma falha de marketing da Microsoft que o resultado de qualquer problema real com o sistema. O Windows 7 não é o “Windows Vista R2”, como alguns sugeriram, mas ele tem muitos dos mesmos elementos-chave que existem no Vista.
O lançamento do Windows Vista foi prejudicado por uma ausência de drivers e suporte de fornecedores – algo que a Microsoft deveria ter combatido de forma proativa desde o primeiro instante, antes de lançar o sistema no mercado. No entanto, muitas outras questões do Windows Vista foram de fato recursos não compreendidos, que a Microsoft deixou serem utilizados por competidores como a Apple para atacar o Vista em seu marketing.
5::Suporte Longa Vida. Apesar de o Windows 7 ter superado o Vista, o Windows XP ainda tem mais que duas vezes a fatia de mercado das participações somadas do Windows 7 com o Vista. Aqueles que instalaram o Windows XP SP3 ainda receberão suporte da Microsoft. Mas a empresa não oferece mais apoio ao Windows XP SP2, nem a sistemas mais antigos, como o Windows 2000.
O Windows XP foi um sucesso fenomenal. A familiaridade e o nível de conforto do Windows XP, combinados com orçamentos mais apertados e o lançamento micado do Windows Vista, contribuíram para a extensão do sucesso deste velho sistema.
No entanto, agora que o Windows 7 está no mercado, muitas empresas buscam finalmente atualizar seu parque de hardware e atualizar o sistema operacional, para estar em dia com a nova década e tirar vantagem dos benefícios listados aqui – e aproveitar as tecnologias de software e hardware que simplesmente podem não funcionar com o Windows XP.

(Tony Bradley)
Reações:

0 comentários: